Informações
Forma de Governo:
república parlamentarista.
Presidente: Károlos Papúlias
Primeiro ministro: Antonis Samaras
Capital:
Atenas
Principais Cidades:
Salônica
Pireu
Atenas
Área do território:
131.957 km²
População:
11.183 milhões de hab.
Idioma Predominante:
grego
PIB:
243 bilhões de US$ (2013)
Moeda:
euro
IDH:
0,860 (2012)
Principal(is) fonte(s) de energia:
petróleo

cultura História, Cultura e Geografia

Mitologia Grega

Mitologia grega é o corpo de mitos e ensinamentos que pertencem à Grécia Antiga, sobre seus deuses e heróis, a natureza do mundo e as origens e o significado de seu próprio culto e práticas rituais. Era parte da religião na Grécia antiga. Estudiosos modernos referem-se e estudam os mitos na tentativa de lançar luz sobre as instituições políticas e religiosas da Grécia Antiga e sua civilização e assim ter uma compreensão da natureza da geração do mito em si.
É ainda o estudo dos conjuntos de narrativas relacionadas aos mitos dos gregos antigos, de seus significados e da relação entre eles e os povos — consideradas, com o advento do cristianismo, como meras ficções alegóricas. Para muitos estudiosos modernos, contudo, entender os mitos gregos é o mesmo que lançar luz sobre a compreensão da sociedade grega antiga e seu comportamento, bem como suas práticas ritualísticas.
Achados arqueológicos fornecem a principal fonte de detalhes sobre a mitologia grega, já que deuses e heróis têm grande destaque na decoração de muitos artefatos. Desenhos geométricos em cerâmica do século VIII a.C. retratam cenas do ciclo de Tróia, bem como as aventuras de Hércules. Nos seguintes períodos Arcaico, Clássico e Helenístico, Homero e várias outras cenas mitológicas aparecem, completando a evidência literária existente. Os mitos também estão preservados nos Hinos homéricos, em fragmentos de poemas do Ciclo Épico, na poesia lírica, no âmbito dos trabalhos das tragédias do século V a.C., nos escritos de poetas e eruditos do Período Helenístico e em outros documentos de poetas do Império Romano, como Plutarco e Pausânias. A principal fonte para a pesquisa de detalhes sobre a mitologia grega são as evidências arqueológicas que descobrem e descobriram decorações e outros artefatos, como desenhos geométricos em cerâmica, datados do século VIII a.C., que retratam cenas do ciclo troiano e das aventuras de Hércules. Sucedendo os períodos Arcaico, Clássico e Helenístico, Homero e várias outras personalidades aparecem para completar as provas dessas existências literárias.
A mitologia grega tem uma extensa influência sobre a cultura, as artes e a literatura da civilização ocidental e permanece como parte da herança e da linguagem ocidental. Poetas e artistas desde os tempos antigos até o presente têm sua inspiração derivada da mitologia grega e têm descoberto significados contemporâneos e relevâncias em seus temas.
Seu patrimônio também influi na ciência, como no caso dos nomes dados aos planetas do Sistema Solar e em estudos teóricos, acadêmicos, psicanalíticos, antropológicos e muitos outros, além de nos dias de hoje tradições neopagãs como a Wicca serem influenciadas por ela e outras como o dianismo, a Stregheria e principalmente o dodecateísmo (ou neopaganismo helênico) tenham tentado resgatar suas crenças.

+ História, Cultura e Geografia
Olimpíadas da Grécia Antiga
Greece Promo Tourism Video
Vídeo produzido para a divulgação do país. Nele é possível identificar características próprias da cultura e traços marcantes do país e de suas origens.
gastronomia Gastronomia

Características da calinária grega.

A culinária grega contemporânea é tipicamente mediterrânea, e utiliza extensivamente o azeite, grãos, pão, vinho, peixes e diversos tipos de carnes, incluindo aves e coelho. Entre os ingredientes típicos da culinária grega estão a carne de cordeiro ou de porco, azeitonas kalamata, queijo feta, folhas de uva, abobrinha e iogurte. Entre as sobremesas predominam o mel e as nozes. Alguns pratos se utilizam de massa folhada.
O elemento mais característico e antigo da culinária grega é o azeite, utilizado em quase todos os seus pratos. É produzido a partir das azeitonas, uma vez que as oliveiras são típicas de toda a região, o que dá um toque característico à comida grega. O grão mais utilizado na Grécia é o trigo, embora a cevada também seja cultivada. Entre os legumes e verduras cultivados estão o tomate, a berinjela, batata, vagem, quiabo, pimentões e cebolas. O mel é feito com base no néctar de árvores frutíferas e cítricas: limoeiro, laranjeiras, além do mel de tomilho e de pinhas. O lentisco, resina aromática com coloração de marfim, é cultivado na ilha de Quios, situada no mar Egeu.
A culinária grega utiliza mais ervas e temperos do que é comum com outras culinárias do Mediterrâneo: orégano, menta, alho, cebola, endro e folhas de louro, manjericão, tomilho e funcho e noz-moscada. Muitas receitas gregas, especialmente no norte do país, utilizam-se de ervas "doces", como, por exemplo, cravo e canela, em cozidos.

+ Gastronomia
Curiosidades

Crise financeira da Grécia

+ Curiosidades
Questões Ambientais

Sem dinheiro, povo queima madeira e cidades sofrem com poluição.

Programas de austeridade do neoliberalismo estão provocando o sofrimento de milhões de pessoas, que respondem pelo comportamento leviano do setor financeiro, avalizado pelo sistema. A Grécia está sendo particularmente atingida. Os níveis de poluição do ar caíram em 40% desde 2008, mas isto não é algo para comemorar. Não é um resultado de políticas eficientes, e sim da recessão.
Alguns ambientalistas consideram o fato um ganho. Mas o que está acontecendo no país é um aumento maciço do smog, ou um nevoeiro contaminado por fuligem. O problema é sério em cidades importantes como Atenas e Salonica, mas vem sendo relatado em todo lugar, incluindo Ática e o Peloponeso. E não se trata do smog verificado em dias quentes em cidades do mundo desenvolvido, com seus carros.
É uma forma mais rude, uma volta no tempo. O povo está queimando lenha como combustível doméstico, o que lembra a Londres de muitas décadas atrás. Em Londres, a média de matéria particulada no ar caiu de cerca de 160 microgramas por metro cúbico para menos de 20 entre 1961 a 1998. Na Grécia, os níveis alcançam hoje 300 microgramas, o que é considerado perigoso para a saúde humana pela Organização Mundial de Saúde.

+ Questões Ambientais
Principais Descobertas e Invenções

Heron de Alexandria

Foi um sábio matemático e mecânico grego, do começo da era cristã (século I). John Hungerford Pollen, porém, considera que Herão viveu no século III a.C.
Geômetra e engenheiro grego, Heron esteve ativo em torno do ano 62. É especialmente conhecido pela fórmula que leva seu nome e se aplica ao cálculo da área do triângulo. Seu trabalho mais importante no campo da geometria, Metrica, permaneceu desaparecido até 1896.
Ficou conhecido por inventar um mecanismo para provar a pressão do ar sobre os corpos, que ficou para a história como o primeiro motor a vapor documentado, a eolípila.
É de sua autoria um tratado chamado Métrica, que versa sobre a medição de figuras simples de planos sólidos, com prova das fórmulas envolvidas no processo. Tratava da divisão das figuras planas e sólidas e contém a fórmula de Herão (embora esta talvez tenha sido descoberta por Arquimedes) para o cálculo da área de um triângulo e um método (já antecipado pelos babilônios) de aproximação a uma raiz quadrada de números não quadrados.
Sua Mecânica foi preservada pelos árabes e anuncia a regra do paralelogramo para a composição de velocidades. Determina os centros simples de gravidade e discute as engrenagens pelas quais uma pequena força pode ser usada para levantar grandes pesos.
Ele escreveu um manual de poliorcética, que foi usado com uma das fontes por um autor bizantino anônimo, usualmente chamado de Heron de Bizâncio, para escrever o livro Parangelmata Poliorcetica (Instruções para a Guerra de Cerco).

+ Descobertas e Invenções
Sócrates - Encyclopedia Channel - legendado
Esportes

Luta Greco Romana

Principais Esportes
Futebol

A seleção da Grécia teve que disputar a repescagem para garantir uma vaga na Copa de 2014, venceu a partida de ida e empatou o jogo de volta com a Romênia.

Luta

A luta livre tem sua origem na Grécia Antiga. Era um esporte importante nos festivais gregos.

 A luta greco-romana integra os Jogos Olímpicos desde 1896.

Halterofilismo

O halterofilismo surgiu na Grécia, no treinamento de atletas que usavam os halteres como ponto de apoio/impulso, personificado no mito do lendário herói grego Milo de Cróton.

+ Esportes
Luta Greco Romana
Maestro Assessoria Educacional
Rua do Oratório, 977 - Mooca - São Paulo - SP
Tel: (11) 2601-5973
E-mail: mae@maestroassessoria.com.br

Copyright © 2014 Maestro Assessoria Educacional. Todos os direitos reservados.